quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Depois de “tucanar” no 2º turno, prefeito socialista vai tentar reaproximação com movimento sindical

Patriota com adesivo de Aécio: apoio custou afastamento do movimento sindical. Prefeito espera que tenha sido





O Prefeito de Afogados da Ingazeira  José Patriota (PSB), que também é presidente da Amupe, vai fazer o que estiver ao seu alcance para se reaproximar do movimento Sindical, onde nasceu sua formação política e que não digeriu ainda sua decisão em apoiar o tucano Aécio Neves para presidente, mesmo sob o manto da orientação do PSB.

Representantes de sindicatos rurais no Pajeú e em sua base, Afogados, não escondem surpresa com o apoio. Patriota foi adversário histórico do modelo de política econômica de FHC e cia. Dizem, inclusive com a bênção de nomes como Dom Francisco Austregésilo, que sempre questionou o modelo tucano de gestão, “privatista e excludente”, como costumava dizer.

O primeiro evento importante após o afastamento pelo segundo turno vai acontecer na comunidade de São João Velho, onde Patriota assina nesta sexta (31) a ordem de serviço para uma nova quadra poliesportiva na comunidade.

Lá, aliás, Dilma teve uma vitória com mais votos que a média no município. No discurso, Patriota deve invocar a história com o movimento sindical (é filiado ao Sindicato e foi por anos importante nome na Fetape) e as obras hídricas realizadas em comunidades rurais em seus quase dois anos de governo.
(nilljunior)

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Desespero: ''Perdemos em casa. Perdemos em Minas!''

O presidente do PSDB mineiro, Marcus Pestana(foto), admite que o Estado foi responsável pela derrota de Aécio: 'Minas não quis ter um presidente mineiro. Perdemos em casa. Perdemos a eleição em Minas', lamenta.

O senador avisou que vai 'sumir' nos próximos dias. Aliados apostam que ele vai desscansar com a família na famosa fazenda de Cláudio (MG), onde recebeu 81% dos votos. 
 
O grupo de Aécio lembra que ele sai das urnas com a maior votação de um oposicionista. Além disso, terá a presidência do partido e a tribuna do Senado para se manter em evidência.

À noite, amigos do senador exaltavam sua capacidade de superação. Além de ter se mantido de pé quando estava em terceiro lugar, ele enfrentou a doença de uma irmã e o nascimento de dois filhos prematuros com a campanha na rua. 
(Folha de S.Paulo - Bernardo Mello Franco)




domingo, 26 de outubro de 2014

SARTORI É ELEITO GOVERNADOR DO RIO GRANDE DO SUL

 
José Ivo Sartori (PMDB) está eleito no Rio Grande do Sul. Ele derrotou Tarso Genro (PT), que era candidato à reeleição. 87% das urnas do estado já foram apuradas.
(blogdofinfa)

MARCONI PERILLO, DO PSDB, É REELEITO GOVERNADO DE GOIÁS

 
Marconi Perillo (PSDB) foi reeleito governador de Goiás neste domingo (26). Com 93% das urnas apuradas, às 18h28, o tucano registrava 57,51% dos votos válidos, ou 1.632.691 votos, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele derrotou o ex-candidato Iris Rezende (PMDB), que obteve 42,49% dos votos válidos, ou 1.206.33 votos. Essa foi a terceira vez que os políticos disputaram eleições e em todas o tucano saiu vitorioso.

O governador reeleito nasceu no dia 7 de março de 1963, em Goiânia. Ainda na infância mudou com a família para Palmeiras de Goiás, onde viveu até os 15 anos, quando retornou para a capital. Ele se formou como bacharel em direito e ingressou na carreira política como discípulo do ex-governador Henrique Santillo, de quem foi assessor especial.

Marconi obteve seu primeiro mandato político em 1990, elegendo-se deputado estadual, ainda pelo PMDB. Quatro anos mais tarde, foi eleito para a Câmara Federal. Em 1998, já no PSDB, se elegeu governador e foi reeleito em 2002. Em 2006, conseguiu se eleger senador. Voltou a ser eleito para governador em 2010 e, agora, conseguiu a reeleição.

No primeiro turno, no último dia 5, Marconi conseguiu 45,86% dos votos válidos, ou 1.451.330 votos. Já Iris Rezende obteve 28,40% dos votos válidos, o equivalente a 898.645.
(blogdofinfa)

ROLLEMBERG É ELEITO GOVERNADOR NO DISTRITO FEDERAL


Rodrigo Rollemberg (PSB) está eleito no Distrito Federal. Com 93% das urnas apuradas, ele derrotou Jofran Frejat (PR), e é o primeiro governador eleito neste domingo (26).
(blogdofinfa)

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Advogado diz desconhecer depoimento de Youssef

A revista Veja divulgou, na noite de ontem, a capa de sua próxima edição em que mostra Lula e Dilma em um fundo preto com a chamada "Eles sabiam de tudo". Um texto separa o rosto dos dois petistas com os seguintes dizeres: "O doleiro Alberto Youssef, caixa do esquema de corrupção da Petrobras, revelou à Policia Federal e ao Ministério Público, na terça-feira passada, que Lula e Dilma Rousseff tinham conhecimento das tenebrosas transações na Estatal".
Porém, ao jornal O Globo, o advogado de Youssef, Antônio Figueiredo Basto, confirmou que o doleiro prestou depoimento à Policia Federal de Curitiba na última terça-feira, mas disse não ter conhecimento da informação citada pela revista.
"Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção da Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. estou surpreso", afirmou Basto.
Segundo Basto, o ex-doleiro prestou muitos depoimentos no mesmo dia e estava acompanhado de advogados de sua equipe. "Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação". O advogado também disse que a defesa não possui cópia do que foi falado por Youssef à Policia Federal.
"Nós não temos como pegar em mãos e não ficamos com cópia de nada. Então, não nego e nem confirmo se esse depoimento é verdadeiro, se essa informação foi dada ou não e se sim, em quais circunstâncias", afirmou.

Istoé/Sensus diz que é Aécio quem está a frente de Dilma. 54,6% contra 45,4%

Aécio-com-Dilma-no-Congresso-dez-2013-Folhapress

Pesquisa ISTOÉ/Sensus realizada a partir da terça-feira 21 reafirma a liderança de Aécio Neves (PSDB) sobre a petista Dilma Rousseff nos últimos dias da disputa pela sucessão presidencial. Segundo o levantamento que entrevistou 2 mil eleitores de 24 Estados, o tucano soma 54,6% dos votos válidos, contra 45,4% obtidos pela presidenta Dilma Rousseff.

Uma diferença de 9,2 pontos percentuais, o que equivale a aproximadamente 12,8 milhões de votos. A pesquisa também constatou que a dois dias das eleições 11,9% do eleitorado ainda não decidiu em quem votar.

“Como no primeiro turno, deverá haver uma grande movimentação do eleitor no próprio dia da votação”, afirma Ricardo Guedes, diretor do Instituto Sensus. Se for considerado o número total de votos, a pesquisa indica que Aécio conta com o apoio de 48,1% do eleitorado e a candidata do PT 40%.
 
De acordo com Guedes, a pesquisa realizada em cinco regiões do País e em 136 municípios  revela que o índice de rejeição à candidatura de Dilma Rousseff se mantém bastante elevado para quem disputa. 44,2% dos eleitores afirmaram que não votariam na presidenta de forma alguma. A rejeição contra o tucano Aécio Neves é de 33,7%. Segundo o diretor do Sensus, a taxa de rejeição pode indicar a capacidade de crescimento de cada um dos candidatos.
 
PESQUISA ISTOÉ/Sensus
Realização – Sensus
Registro na Justiça Eleitoral – BR-01166/2014
Entrevistas – 2.000, em cinco regiões, 24 estados e 136 municípios do País
Metodologia – Cotas para sexo, idade, escolaridade, renda e urbano e rural
Campo – De 21 a 24 de outubro
Margem de erro – +/- 2,2%
Confiança – 95%
(nilljunior)

Ex-diretor da Petrobras diz que pagou R$ 20 milhões a caixa 2 de Eduardo Campos


c0b08d1a64fcdf92a0227867f9486b72

do Estadão Conteúdo

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou em depoimento da delação premiada dos autos da Operação Lava Jato que intermediou em 2010 o pagamento de R$ 20 milhões para o caixa 2 de campanha de Eduardo Campos (PSB), então candidato à reeleição ao governo de Pernambuco – Campos foi reconduzido ao cargo com 80% dos votos. Segundo Paulo Roberto Costa, o operador da transação foi o ex-ministro Fernando Bezerra, da Integração Nacional do governo Dilma Rousseff, eleito senador pelo PSB de Pernambuco e ex-braço direito de Campos.

Em 13 de agosto, candidato à Presidência, Eduardo Campos morreu tragicamente num acidente aéreo.
Costa disse ao Ministério Público Federal – em um dos vários depoimentos prestados entre agosto e setembro – que Bezerra pediu a ele o dinheiro para ser usada na campanha à reeleição do então governador pernambucano. O ex-diretor da Petrobras, que aceitou colaborar com a Justiça em troca da redução de pena, também apontou o envolvimento de pelo menos 32 deputados e senadores e o PT, o PSDB, o PMDB e o PP com os esquemas de propina nas obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.

Ele disse que os R$ 20 milhões foram entregues a Bezerra pelo doleiro Alberto Youssef. Também alvo da Lava Jato, o doleiro está fazendo delação premiada e citou 28 parlamentares. Youssef está preso em Curitiba, desde 17 de março.

Na época, o ex-ministro Bezerra era secretário de Desenvolvimento do governo do Estado e presidente do Porto de Suape (entre 2007 e 2010), onde foi construída a refinaria. Era ele quem tratava institucionalmente com os responsáveis pela obra de Abreu e Lima.

Iniciada em 2008, a obra ainda não foi concluída, mas já está com superfaturamento, segundo relatórios do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Procuradoria da República.

Costa era quem presidia o conselho de administração da Refinaria Abreu e Lima S/A, empresa constituída pela Petrobras para tocar as obras avaliadas inicialmente em R$ 2,5 bilhões e que já consumiu mais de R$ 20 bilhões, segundo o Ministério Público Federal.

Bezerra foi secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco até 2011. Depois foi indicado por Campos para ocupar o cargo de ministro da Integração Nacional.

Como presidente de Suape e secretário de Estado, era ele quem negociava diretamente com a Petrobras e a empresa criada para tocar a obra, que tinha Paulo Roberto Costa como presidente do Conselho de Administração. 

À Justiça Federal, na ação penal sobre superfaturamento, desvios de recursos na obra, Costa e Youssef revelaram que o PT, o PMDB e o PP lotearam as diretorias da Petrobrás e montaram um esquema de propina paga por construtoras que abasteceu o caixa 2 dos partidos, principalmente para campanha de 2010.

A empresa é a mesma apontada por Costa por ter pago o achaque de R$ 10 milhões que teria sido feito entre 2009 e 2010 pelo então presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, para abafar a CPI da Petrobrás.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

PESQUISAS DATAFOLHA E IBOPE

Ibope: Dilma (PT) abre vantagem e tem 54%; Aécio (PSDB), 46%

 ibope

Do G1

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
– Dilma Rousseff (PT): 54%
– Aécio Neves (PSDB): 46%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 15, Aécio tinha 51% e Dilma, 49%.

Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
- Dilma Rousseff (PT): 49%
– Aécio Neves (PSDB): 41%
– Branco/nulo: 7%
– Não sabe/não respondeu: 3%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.

Rejeição
O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
Aécio – 42%
Dilma – 36%

Expectativa de vitória
O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.

1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país).

 

PESQUISAS DATAFOLHA E IBOPE


Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República:
– Dilma Rousseff (PT): 53%
– Aécio Neves (PSDB): 47%


datafolha

Dilma tem 53%, e Aécio, 47% dos votos válidos, diz pesquisa Datafolha

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

De acordo com o Datafolha, a presidente Dilma Rousseff (PT) tem uma vantagem inédita sobre Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 22, Dilma tinha 52%, e Aécio, 48% dos votos válidos.

Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:
- Dilma Rousseff (PT): 48%
– Aécio Neves (PSDB): 42%
– Em branco/nulo/nenhum: 5%
– Não sabe: 5%

O Datafolha ouviu 9.910 eleitores em 399 municípios nos dia 22 e 23 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01162/2014.

Certeza do voto
O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum. Veja os números:

Dilma
46% – votariam com certeza
15% – talvez votassem
37% – não votariam de jeito nenhum
1% – não sabe

Aécio
39% – votariam com certeza
18% – talvez votassem
41% – não votariam de jeito nenhum
2% – não sabem


1º turno
No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55% (veja os números completos da apuração no país).

 

TCE mantêm rejeitadas contas de 2009 da Câmara de Afogados da Ingazeira


cats1 


O Pleno do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) julgou nesta quarta-feira (22) e manteve a decisão de irregularidade nas contas de 2009 da Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira. A informação é do Afogados On Line.

Trata-se da Prestação de Contas relativa ao exercício financeiro de 2009, do Presidente e Ordenador de Despesas da Câmara Municipal de Afogados da Ingazeira, à época, o vereador Renon de Ninô.

Também foram citados pelo TCE os vereadores Renaldo Lima, Vicentinho, Cícero Miguel, Franklin Nazário, Pedro Raimundo, Zé Negão, o ex-vereador Erickson Torres e a ex-vereadora Joana Darc.

Exclusivo: Em Serra Talhada, caminhão é flagrado entregando cestas básicas em Sindicato Rural

por Bruna Verlene

Em Serra Talhada, faltando três dias para o segundo turno, foi flagrado na noite desta quarta (23) um caminhão de placa KGR 0384, descarregando cestas básica no Sindicato dos Trabalhadores Rurais, na Rua Padre Ferraz.

altAicMmqdYYZP2MnMgeSv2ILwLmRFL-PuSspC-ndRHONwq

Segundo informações que chegaram ao blog, o PSB entrará hoje com uma denúncia ao Ministério Público, para esclarecer a finalidade da entrega. A suspeita do partido é de que as cestas teriam destinação eleitoreira. Querem chegar se há ou não crime eleitoral.

kj

O fotografo ainda revelou ao blog que após fazer as fotos do flagrante, ainda foi perseguido por uma D20 que está registrada na foto. Oficialmente, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais ainda não se manifestou.

Os Sindicatos, inclusive a Fetape oficializaram apoio à candidatura de Dilma Roussef. Socialistas estão apoiando a candidatura de Aécio Neves.
(nilljunior)

domingo, 19 de outubro de 2014

CHARGE

MP mineiro aponta sumiço de R$ 1 bilhão da Saúde do governo Aécio

O Ministério Público denunciou ontem o desaparecimento de R$ 1,017 bilhão do estado de Minas Gerais ocorrido durante o ano de 2009 quando o governador era Aécio Neves — atual candidato à presidência da República pelo PSDB. O valor deveria ter sido empregado pela Secretaria de Saúde, em acordo com o mínimo constitucional estabelecido de 12%, mas, segundo o governo mineiro, parte da verba foi repassada à Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). A empresa, no entanto, nunca rebeceu o valor.

Na ação proposta, o MP mineiro cita relatório do Tribunal de Contas estadual que no ano de 2009 observou que o total empregado na Saúde foi de R$ 3,36 bilhões, dos quais R$ 1,017 bilhão “foram consignados a título de investimento nas empresas controladas pelo estado, para serem executados pela Copasa, por meio de investimentos em saneamento básico”.

A manobra é considerada ilegal pela promotoria, mas a denúncia ressalta o fato de que uma auditoria externa realizada pela Ernst & Young — Auditores Independentes S/S verificou que o valor não consta das transferências nas contas da Copasa.

documento

Conforme se observa do parecer apresentado pelos auditores, relativo ao balanço patrimonial de exercício de 2009, não foram encontradas transferências de recursos do Estado de Minas Gerais para a Copasa, a título de investimentos em saúde pública na forma de ações em saneamento básico”, informa o documento.

O MP também observa que a auditoria encontrou apenas uma transferência do estado mineiro para a empresa de saneamento no ano de 2009 sob o valor de R$ 1 mil. “Mesmo assim sob a rubrica de ‘outras’ no campo que deveria especificar o detalhamento do investimento. Dessa forma, ainda mais evidente a impossibilidade de consideração dessa Companhia no cômputo de investimentos”, diz o texto.

Na ação, a promotoria pede que o estado explique o que ocorreu e devolva o valor ao Fundo Estadual de Saúde. Segundo o MP, a manobra de verba fez com que o mínimo constitucional não fosse cumprido no ano de 2009. Para atingir o valor, o governo listou o emprego de programas que não configuram como ações de promoção de saúde e, ao retirar esses ítens, o total destinado foi apenas de 7,48%.

“O governo estadual registra em seus balanços o índice de 15,44% para aplicações em ASPS, nota-se expressiva redução em tal percentual quando da retirada das parcelas relativas às ações que, não apresentando os atributos de gratuidade e universalidade , não são aptas a figurarem como aplicações em saúde”, afirma o documento.

A análise técnica do TCE sugere ainda que o estado diminua as verbas à Copasa já que o total de repasses públicos “quase triplicou entre 2004 e 2009”.

Desde 2003 mais R$ 3,4 bi sumiram.

Ministério Público já propôs duas outras ações em 2010 sobre repasses da Secretaria de Saúde que supostamente foram empregados na Companhia de Saneamento de MG. O valor desaparecido, no entanto, é de R$3,4 bilhões e refere-se a repasses do período de 2003 a 2008 — período que compreende aos dois mandatos de Aécio Neves. Tramita na 5ª Vara de Fazenda do TJ-MG uma ação para recuperar o valor e realocá-lo na conta do Fundo Estadual de Saúde. O processo está em fase de perícia das contas do estado.
(naynneto)



Paraíba tem mais de 300 vagas abertas em concursos e seleções




Mais de 300 vagas estão sendo oferecidas em concursos públicos na Paraíba. Só para o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFPB) são 91 vagas disponíveis, sendo 62 para o cargo de tutor à distância do Curso Técnico em Segurança no Trabalho e  outras 19 para professores bolsistas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O concurso com a maior oferta de vagas no período é o da Prefeitura Municipal de Pocinhos, no Agreste do Estado, que oferece 241 vagas para todos os níveis de escolaridade. Já o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-PB) está oferecendo mais 15 vagas para nível médio e superior. Ao todo são 337 vagas oferecidas pelos quatro concursos.

Além deles, ainda estão abertas as inscrições para o Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar da Paraíba e para o concurso da Petrobras, que oferece postos de trabalho no estado. Confira abaixo a lista completa de vagas e de concursos com inscrições abertas na Paraíba.
(G1Paraiba)

Celg-D prorroga inscrições para concurso com 300 vagas em Goiás



A Companhia Energética de Goiás Distribuição (Celg-D) prorrogou o prazo para as inscrições para o concurso público do órgão. A nova data é até a próxima terça-feira (21). São 300 vagas em cargos dos níveis médio, técnico e superior. Os salários variam entre R$ 1.881 e R$ 3.630.

O edital pode ser acessado no site do Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (UFG).

As inscrições podem ser fetias exclusivamente pela internet, também no site da unidade. As taxas variam de R$ 70 a R$ 130.

Os cargos oferecidos são para assistente de gestão, analista de gestão, analista de saúde, analista técnico, assistente de operações (operador de instalações), assistente técnico e assistente de operações (eletricista). No total, 5% das vagas serão destinadas aos portadores de deficiência.

As provas para os níveis médio e técnico serão realizadas no dia 16 de novembro. Já para o nível superior estão previstas para o dia 30 de novembro. Todas serão aplicadas em Goiânia.