quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

PROIBIDA RETIRADA DE ÁGUA DE BROTAS PARA IRRIGAÇÃO

A Agência Pernambucana de Águas e Clima – APAC vai dar um prazo de 72 horas a partir desta sexta (04) para que todos os proprietários de bombas que retiram água da Barragem de Brotas encerrem as atividades, recolhendo os equipamentos. Caso não obedeçam, os proprietários m terão seus equipamentos apreendidas pela APAC com apoio da Polícia Militar. Nesta sexta, às 09h, técnicos da APAC falam da decisão ao programa Manhã Total (Rádio Pajeú).

A decisão foi comunicada em reunião do Conselho de Usuários da Barragem de Brotas e Compesa nesta quinta (03). Decisão parecida foi tomada a alguns dias na Riacho do Pau, que abastece a cidade de Arcoverde. Lá, uma Comissão que foi formada por integrantes do MP, Legislativo e Judiciário, cobrou solução para o reservatório, que baixou  muito o seu nível e era alvo da ação de retirada para irrigação.  

No último dia 26 de dezembro, a  Gerente Regional da Compesa, Nadja Rejane, disse que a Barragem de Brotas já entrou em situação de pré-colapso. “Se as chuvas não vierem, o manancial estará totalmente seco em pouco tempo, resistindo até maio”. Além de abastecer as populações de Afogados e Tabira, Brotas sofre com a retirada de água por carros pipa e com a evaporação acelerada por conta do forte calor.
(nilljunior)

Nenhum comentário:

Postar um comentário