quarta-feira, 29 de abril de 2015

Criança morre com calazar no Sertão da PB e Saúde Municipal sacrifica cães

calazar 

A morte de uma criança vítima de leishmaniose visceral, conhecida como calazar, no dia 9 de abril, fez com que a Secretaria de Saúde de Santa Luzia, município do Sertão a 260 quilômetros de João Pessoa, sacrificasse pelo menos dez cães que estavam infectados com a doença no bairro de São Sebastião, onde a vítima morava.

De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde do município, Érica Verusca, a secretaria só tomou conhecimento do caso dois dias antes da criança morrer porque, segundo ela, a menina não foi levada pela mãe para atendimento no Município, mas tardiamente no Hospital Infantil Noaldo Leite, na cidade de Patos que é próxima.

“Fomos informados do caso quando a menina já estava no Hospital Infantil de Patos e de lá seria transferida para o Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande, onde veio a falecer. Soubemos do caso dois dias antes da morte e iniciamos imediatamente um trabalho intensivo através de exames dos cães existentes no bairro”, contou.

Dos 15 que foram examinados, dez foram detectados com a doença e foram sacrificados. Sete deles moravam em residências e três eram de animais de rua. A coordenadora disse ainda que foram aplicadas inseticidas para eliminar o mosquito transmissor da doença.
(blogdoitamar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário