terça-feira, 19 de maio de 2015

Padre é afastado após ter fotos íntimas divulgadas nas redes sociais


Na mensagem, o suspeito pede trinta mil reais para não postar as fotos íntimas do pároco / Foto: Reprodução/Polícia Civil

Um padre foi afastado pela Diocese de Pesqueira, no Agreste pernambucano, depois que fotos íntimas foram divulgadas nas redes sociais. 

A alegação da Diocese para o afastamente do sacerdote foi "a divulgação de fotografias comprometedoras da moral nas redes sociais".

Segundo informações da Polícia, o sacerdote estava recebendo mensagens de um suposto ex-namorado, que pedia R$ 30 mil para que as fotos não fossem divulgadas.

No dia 30 de abril, o padre procurou o Grupo de Operações Especiais (GOE) e prestou depoimento sobre o caso. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito de ter espalhado as imagens é um autônomo de 26 anos. Ele não teve o nome divulgado, pois as investigações ainda estão em andamento. O homem deve ser indiciado pelo crime de extorsão.

O delegado responsável pelo caso, Cláudio Castro, já encaminhou os autos do processo à Justiça e está aguardando o retorno do inquérito policial para poder concluir as investigações.

O celular do suspeito foi apreendido e está sendo periciado.
NE10

Nenhum comentário:

Postar um comentário