quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Paulo Câmara garante concurso da PM e da Polícia Civil para este ano, mas nomeação só em 2016

 

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), esclareceu nesta terça-feira (25) que o cronograma de concursos públicos previsto para 2015 será mantido. Porém, a nomeação só deve sair no próximo ano. A declaração foi feita um dia depois de o secretário da Fazenda, Márcio Stefanni, dizer que diante do contingenciamento das contas estaduais não poderia haver novas contratações este ano.

“Os concursos estão em andamento, mas as nomeações ficam suspensas por conta do limite prudencial. Caso a caso vai ser analisado. Se a Arpe tiver condições jurídicas de nomear, vamos verificar, até porque ela tem recursos próprios. Ela tem dinheiro em caixa que só pode ser usado em prol da regulação. Vou manter os concursos porque tão logo a situação melhore a gente vai contratar”, afirmou Câmara, na cerimônia de encerramento do Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar.

Na prática, a abertura do concurso não implica nomeação imediata e, geralmente, o edital prevê até 2 anos para chamar os aprovados.

“A área de segurança é uma que os concursos estão mantidos, mas as nomeações ficam para depois. Não é cadastro reserva. É concurso mesmo, com validade por dois anos e renováveis por mais dois. Ao longo dos quatro anos, a gente espera nomear, inclusive em 2016 se tiver condições para isso”, acrescentou o governador.

O concurso deve abrir 1.500 vagas para policiais militares, 500 para policiais civis, 316 vagas para a Polícia Científica e 50 cargos de escrivão.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário