quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Brasil não tem salas para exibir "Star Wars" da melhor maneira possível



Em entrevista à AP, o diretor J.J. Abrams, de "Star Wars: O Despertar da Força", em cartaz nos cinemas, contou que a melhor maneira de assistir ao novo filme da saga é em Imax 3D com projeção a laser ou Imax 70mm.

O problema é que no mundo só existem 29 salas com esta tecnologia e nenhuma está no Brasil. A maioria está nos EUA (22 salas) e as restantes estão distribuídas pela Europa e Oceania. "Eu percebi que era melhor em 3D. Eu nunca tinha sentido isso antes. E se as pessoas tiverem acesso aos cinemas com projeção a laser, é muito melhor". O Brasil, no entanto, possui salas com tecnologia Imax, mas não a laser nem em película 70mm.

Diante da surpresa do jornalista, J.J. Abrams se justificou. "Não dá para comparar uma projeção tradicional com uma a laser. Os pretos são realmente pretos".

O diretor, no entanto, minimizou o problema. "O mais legal de 'Star Wars', e eu lembro disso desde criança, é a experiência comum de estar entre centenas de pessoas gritando, rindo, celebrando e chorando com a história".

J.J. Abrams também comentou sobre a sua decisão de dirigir apenas este filme. "Foi uma escolha agridoce. De um lado, eu sinto que o filme funciona para as pessoas, então é uma forma de você sair fora. Você não precisa necessariamente chegar ao topo de alguma coisa em que trabalhou. E se for um desastre, ninguém vai querer que eu dirija o próximo. Então eu só ganho com isso". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário